DicasTodas as CategoriasVocê sabia?

Lubrificante mineral: saiba tudo sobre este importante lubrificante

No mercado de lubrificantes existe uma grande variedade de opções. Isso não diz respeito apenas às aplicações para quais são indicadas, mas também a sua composição e ao óleo base utilizado em cada uma. O Lubrificante Mineral é um tipo muito comum e bastante utilizado, principalmente pelo seu preço geralmente menor em comparação com os sintéticos e semissintéticos. 

Contudo, ainda sim, é necessário optar pelo produto de acordo com as características e as condições do ambiente de trabalho do maquinário. Tendo isso em mente, preparamos um conteúdo com as principais informações a respeito do Lubrificante Mineral para que você conheça melhor esse produto e comece a entender se ele é a melhor opção para o seu caso. Vamos lá?

O que é lubrificante mineral?

O lubrificante mineral é aquele produzido a partir de óleos básicos e aditivos que são obtidos através do refino de petróleo. Por isso, em comparação com opções sintéticas e semissintéticas, ele acaba possuindo mais impurezas em sua composição. 

Entretanto, este ainda é um produto bastante comum e tradicional no mercado, estando entre um dos mais vendidos, principalmente no mercado automotivo. Isso porque ele é muito utilizado para auxiliar motores com funcionamento à gasolina ou a diesel. 

Também é interessante informar que, por terem origem natural (refino de petróleo), a sua estrutura molecular é irregular, devido à própria formação da matéria-prima, que é desigual. Graças a esse fator, os óleos com base minerais têm propriedades diferentes. Dessa forma, eles vão divergir em qualidade, viscosidade, temperatura de ignição e durabilidade, por exemplo. 

Por isso, para que um lubrificante mineral atinja as características desejáveis para se tornar um produto viável, são adicionados aditivos a sua composição, deixando sua estrutura uniforme.  No entanto, os aditivos têm uma vida útil mais reduzida, ou seja, perdem suas propriedades de forma rápida, o que faz dos lubrificantes minerais menos duráveis. 

Óleo lubrificante mineral e suas características

Como citamos acima, o óleo lubrificante mineral ainda é uma opção bastante consumida pelo mercado, sua demanda ainda é grande. Afinal, ele ainda atende as necessidades de vários sistemas. 

Apesar de ser constantemente comparado com as graxas sintéticas, ele ainda conta com boas características. Entre elas temos a alta demissibilidade, a estabilidade e a resistência. Eles conseguem evitar a oxidação de tubulações, por exemplo, e a formação de verniz.

Por serem derivados do petróleo e seu processo de fabricação ser mais simples, eles costumam ter um preço mais barato do que outras opções. E como informamos, devido às características da sua composição, ele dura menos, o que acaba levando a uma necessidade maior de trocas.  

Quais são as aplicações do lubrificante mineral?

Lubrificantes, sejam eles minerais ou sintéticos, contam sempre com uma grande gama de aplicações. Contudo, para acertar na escolha do lubrificante correto, é necessário levar em consideração suas características, como a viscosidade, temperatura de trabalho, ponto de gota, resistência a água entre outras. Isso é importante, pois você deve optar pelo lubrificante que vai atender as necessidades do seu maquinário.  

Em relação às aplicações do lubrificante mineral, elas são bastante variadas. Isso se deve ao fato de que existem lubrificantes de alta carga com composição mineral,  para alta temperatura, etc. Além de produtos que tem espessantes variados. Por isso, a aplicação vai depender da composição e da característica de cada produto. 

Porém, de modo geral, eles são muito utilizados em automóveis, motores a base de gasolina ou diesel no geral e em sistemas com condições uniformes e moderadas de temperaturas de operação. Quanto à resistência à água e outros fatores, vai depender dos aditivos presentes em sua composição. 

Vantagens do uso deste tipo de lubrificante

Ao utilizar o lubrificante mineral ideal para o seu sistema você vai garantir diversas vantagens. Em primeiro lugar, a lubrificação correta garante que o maquinário opere sem falhas, além de garantir o melhor desempenho possível. Isso permite que sua operação prossiga sem interrupções desnecessárias para manutenções constantes e reparos. 

Além disso, o lubrificante vai prolongar a vida útil das peças e protege contra oxidação e a corrosão das mesmas. Além disso, garante uma estabilidade mecânica e térmica melhor.

Qual a melhor opção de óleo: sintético ou mineral?

Diferente do lubrificante mineral, o lubrificante sintético é produzido a partir de óleos base sintéticos e aditivos. Quando falamos de algo sintético estamos nos referindo a algo que sofreu manipulação, neste caso, para aprimorar o óleo utilizado na composição do produto. 

Como resultado, temos um lubrificante mais robusto, com uma durabilidade maior e com mais eficiência, de acordo com as necessidades do sistema. Além disso, é livre de contaminantes e, geralmente, apresenta um desempenho superior na lubrificação de motores. 

Os lubrificantes chamados sintéticos, também costumam atender bem em condições severas de uso, como sistemas que operam com altas cargas. Para mais, os lubrificantes sintéticos necessitam de um período maior entre as trocas em comparação com o mineral.  

Contudo, é preciso ter em mente que até mesmo sistemas iguais podem necessitar de lubrificantes diferentes. Afinal, cada maquinário tem suas condições de trabalho e parâmetros distintos de desempenho. Dessa forma, as características dos sistemas irão influenciar no seu funcionamento e por tanto na escolha do produto mais adequado.  

Por isso, é preciso se atentar às indicações de uso, pois o lubrificante precisa possuir as especificações ideais para manter o sistema em funcionamento e com alto desempenho. Para isso, é preciso levar em consideração diversos fatores, como a viscosidade, temperatura de trabalho, durabilidade e claro o custo-benefício.  

Onde posso encontrar este tipo de lubrificante com alto padrão de qualidade e preços abaixo da concorrência?

A melhor maneira de adquirir um lubrificante com alto padrão de qualidade é contar com um distribuidor de confiança e com tradição no mercado. A DML Lubrificantes atua neste ramo há 55 anos e conta em seu portfólio com os mais variados tipos de graxas e lubrificantes, prontas para atender a diferentes aplicações. Entre eles temos:

A empresa também conta com uma equipe de profissionais qualificada, que irá tirar todas as suas dúvidas e ajudar você a adquirir o produto ideal para o seu sistema. Assim você com certeza terá os resultados que você precisa e espera. E não podemos deixar de informar que a DML Lubrificantes trabalha apenas com produtos de alto padrão de qualidade, oferecendo sempre o melhor para os seus clientes. 

Além disso, entrando em contato com a empresa você será orientado por um profissional altamente especializado que irá tirar todas as suas dúvidas. Também terá acesso a produtos de excelente qualidade e um atendimento personalizado. Por isso, entre em contato agora mesmo, para saber mais. 

Para cotação ou dúvidas: (11) 4133-4000

comercial@lumobras.com.br

O que é lubrificante mineral?

O lubrificante mineral é aquele produzido a partir de óleos básicos e aditivos que são obtidos através do refino de petróleo. Por isso, em comparação com opções sintéticas e semissintéticas, ele acaba possuindo mais impurezas em sua composição. 

Quais são as aplicações do lubrificante mineral?

Lubrificantes, sejam eles minerais ou sintéticos, contam sempre com uma grande gama de aplicações. Contudo, para acertar na escolha do lubrificante correto, é necessário levar em consideração suas características, como a viscosidade, temperatura de trabalho, ponto de gota, resistência a água entre outras. Isso é importante, pois você deve optar pelo lubrificante que vai atender as necessidades do seu maquinário.  
Em relação às aplicações do lubrificante mineral, elas são bastante variadas. Isso se deve ao fato de que existem lubrificantes de alta carga com composição mineral,  para alta temperatura, etc. Além de produtos que tem espessantes variados. Por isso, a aplicação vai depender da composição e da característica de cada produto. 
Porém, de modo geral, eles são muito utilizados em automóveis, motores a base de gasolina ou diesel no geral e em sistemas com condições uniformes e moderadas de temperaturas de operação. Quanto à resistência à água e outros fatores, vai depender dos aditivos presentes em sua composição. 

Qual a melhor opção de óleo: sintético ou mineral?

Diferente do lubrificante mineral, o lubrificante sintético é produzido a partir de óleos base sintéticos e aditivos. Quando falamos de algo sintético estamos nos referindo a algo que sofreu manipulação, neste caso, para aprimorar o óleo utilizado na composição do produto. 
Como resultado, temos um lubrificante mais robusto, com uma durabilidade maior e com mais eficiência, de acordo com as necessidades do sistema. Além disso, é livre de contaminantes e, geralmente, apresenta um desempenho superior na lubrificação de motores. 
Os lubrificantes chamados sintéticos, também costumam atender bem em condições severas de uso, como sistemas que operam com altas cargas. Para mais, os lubrificantes sintéticos necessitam de um período maior entre as trocas em comparação com o mineral.  
Contudo, é preciso ter em mente que até mesmo sistemas iguais podem necessitar de lubrificantes diferentes. Afinal, cada maquinário tem suas condições de trabalho e parâmetros distintos de desempenho. Dessa forma, as características dos sistemas irão influenciar no seu funcionamento e por tanto na escolha do produto mais adequado.  
Por isso, é preciso se atentar às indicações de uso, pois o lubrificante precisa possuir as especificações ideais para manter o sistema em funcionamento e com alto desempenho. Para isso, é preciso levar em consideração diversos fatores, como a viscosidade, temperatura de trabalho, durabilidade e claro o custo-benefício.  

Qual é a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Mais ou menos
0
Empolgado
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

você pode gostar