CuriosidadesDicasTodas as Categorias

Lubrificação de engrenagens, por que devo usar e como escolher o melhor lubrificante?

Ao falarmos de lubrificação de engrenagens é preciso entender logo no começo que este é um processo criterioso. Em primeiro lugar, porque para realizar uma lubrificação de forma correta é preciso entender o tipo de engrenagem em questão. 

Além disso, é necessário também ter em mente se estamos falando de um sistema em condições extremas, como altas temperaturas, por exemplo. Afinal, para cada especificidade será necessário um tipo diferente de lubrificante.

Se você chegou até aqui, provavelmente quer entender melhor a lubrificação de engrenagens. E está no lugar certo! Vamos te apresentar as principais características, os tipos de lubrificação e como escolher a ideal para o seu maquinário. Então não deixe de continuar com a leitura e confira as informações! 

O que caracteriza a lubrificação de engrenagens?

A lubrificação de engrenagens conta com algumas características principais, como a necessidade de oferecer proteção ao trabalho de extrema pressão assim como ao desgaste e à corrosão. Além disso, outras características estão presentes nesta categoria de produtos, entre elas:

  • A inibição de espuma: ajuda a manter o desempenho do lubrificante;
  • Antioxidação: para aumentar a vida útil do produto;
  • Antiferrugem: que ajuda a aumentar a proteção para as peças em que são aplicadas. 

Para o que serve a lubrificação de engrenagens?

O lubrificante correto vai promover a separação completa dos dentes das engrenagens, criando um filme adequado. Como resultado, ele irá minimizar o atrito ao máximo, além de aumentar a vida útil e também a eficiência do equipamento. 

Existem também aquelas vantagens que são intrínsecas ao lubrificante de engrenagens, mas que nem sempre são levadas em conta, principalmente em um primeiro momento. Entre elas podemos citar a proteção contra alterações químicas na superfícies dos metais. 

Diante disso, como podemos ver, uma lubrificação industrial adequada é necessária para que o maquinário opere normalmente, sem problemas e sem interrupções desnecessárias. 

Tipos de lubrificação de engrenagens?

Existem diferentes modelos de engrenagens e sistemas. Cada uma delas precisa de um tipo de lubrificação diferente, que leve em conta suas particularidades. Por isso, para decidir qual o melhor tipo de lubrificação, primeiro, é preciso pensar na viscosidade do produto. Nesse sentido, quando se trata de engrenagens, a grande maioria dos produtos é mais viscoso.

Além disso, alguns tipos de lubrificantes possuem aditivos. Com isso, alguns deles são aditivados com elementos para quebra de espuma, garantindo uma boa performance neste quesito. Já outros, terão uma proteção maior contra o micropitting, nome dado ao processo em que micro partes da engrenagem são arrancadas devido ao contato constante. 

Na hora de escolher o tipo de lubrificante ideal para a manutenção da sua engrenagem é preciso observar as especificações do produto e também o tipo de óleo básico. Isso porque existem óleos básicos minerais e sintéticos, além de várias opções dos dois tipos. 

Lubrificantes minerais

Os lubrificantes minerais são aqueles produzidos com óleos minerais, ou seja, adquiridos no processo de refino do petróleo. Nessa categoria, encontramos diferenças na qualidade do óleo básico e este é um fator de grande importância para a qualidade do produto final. Afinal, quanto mais saturado ele for, maior a vida útil em serviço. 

Lubrificantes sintéticos

Os lubrificantes sintéticos, por sua vez, são produzidos à base de óleos sintéticos. Esse tipo de produto vem sendo cada vez mais utilizado e tem como promessa uma vida útil maior do que a dos produtos com base mineral.

Nesse sentido, existem dois tipos de base sintética que são encontradas. São elas:

  • Base sintética de polialfaolefina (PAO): trata-se de um produto altamente termoestável, o que possibilita longos períodos de troca;
  • Base de Polialquilenoglicol (PAG): utilizado em engrenagens coroa sem fim, que possuem material de metal amarelo, já que essa categoria de produto é amigável a esse tipo de material. 

Como escolher o melhor lubrificante?

O primeiro passo para escolher o melhor lubrificante para o seu maquinário é verificar as especificações do fabricante. Geralmente, entre essas informações estão o tipo de lubrificante, o óleo básico, a viscosidade e demais informações relevantes.

Outros fatores que devem ser levados em consideração são:

  • Produto utilizado no equipamento anteriormente;
  • Temperatura de trabalho;
  • Período de troca;
  • Ambiente operacional;
  • Carga;
  • Velocidade;
  • Tipo de movimento. 

Todos esses fatores vão ser importantes na escolha do produto ideal, pois ele precisa, como afirmamos anteriormente, atender as especificidades do equipamento. Por isso, o mais indicado é contar com a ajuda de um especialista na hora de fazer sua escolha e realizar a compra. 

Um grande erro cometido na hora de escolher um lubrificante industrial, é levar em consideração apenas o valor. Sim! É normal que nas indústrias o preço seja um fator relevante. Contudo, a forma correta é analisar os critérios e considerar o custo-benefício.

Conheça as principais especificações e normas para lubrificantes

Além dos critérios relacionados às necessidades do maquinário da sua indústria, os lubrificantes também devem atender a normas e especificações. Dessa forma, quanto mais normas o produto atender, melhor será.

Nesse sentido, as normas e especificações referentes a lubrificantes são diversas. Contudo, diferente das especificações destinadas às outras categorias de lubrificantes, as normas para aqueles voltados para lubrificação de engrenagens focam em uma ou outra característica do produto.  

Isso quer dizer que uma se preocupa mais com a proteção dos rolamentos, enquanto outra com a capacidade de carga, por exemplo. Existem ainda as que focam na termoestabilidade à oxidação, performance antiespuma e proteção ao micropitting. É por esse motivo que o ideal é quando o produto atende a mais especificações, pois isso irá significar que ele tem uma boa performance em todos esses itens.

Ainda sobre as normas para lubrificantes, a mais atual, até o presente momento, é a Siemens Flender Revision 15 T7300. No caso desta norma, a preocupação maior está na proteção contra o micropitting, performance antiespuma e compatibilidade com selos e pinturas. 

Onde encontrar lubrificantes de alta qualidade com preços abaixo da concorrência?

Para adquirir produtos com alta qualidade e excelente custo benefícios é necessário optar por um fornecedor especializado. A Lumobras atua no mercado de lubrificantes industriais há 55 anos e além de uma grande tradição no mercado, a empresa conta em seu catálogo:

Além disso, a Lumobras foca em oferecer produtos com alto nível de qualidade, prontos para garantir o melhor desempenho. Para completar, também conta com um time altamente qualificado pronto para sanar todas as suas dúvidas antes de você realizar sua compra. Então fale agora com um profissional e conte com quem mais entende de lubrificação industrial

Para cotação ou dúvidas: (11) 4133-4000

Qual é a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Mais ou menos
0
Empolgado
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você pode gostar